Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Gorongosa

MENU

A Fundação Carr foi oficialmente aceite como membro da União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN) no Congresso Mundial para a Conservação, realizado em Barcelona, Espanha, no mês de Outubro de 2008. A UICN é a rede global ambiental mais antiga que conta com o maior número de membros; é uma união democrática de membros com mais de 1.000 governos e ONG’s e cerca de 11.000 cientistas voluntários em mais de 160 países.

 


A missão da UICN é influenciar, encorajar e dar assistência a sociedades por todo o mundo para a conservação da integridade e diversidade da natureza e assegurar que qualquer uso dos recursos naturais seja equitativo e ecologicamente sustentável. Tal como a UICN, o Projecto de Restauração do Parque Nacional da Gorongosa tem  por missão restaurar e proteger o vasto ecossistema da Gorongosa e providenciar desenvolvimento humano sustentável no Parque e na zona intermédia que o circunda. O projecto ambiciona uma região da Gorongosa ainda mais fantástica, onde ecossistemas diversos, sustentáveis, saudáveis e auto-suficientes se sustentam positivamente uns aos outros.
Durante 60 anos, a UICN liderou o desenvolvimento da ciência para a conservação e conhecimento sobre o tema e juntou governos, ONG’s, cientistas, empresas e organizações da comunidade para ajudar o mundo a decidir melhor quanto à conservação e desenvolvimento. A União para a Conservação também desenvolve e promove a mais avançada ciência da conservação, particularmente no que toca a espécies, ecossistemas, biodiversidade e o impacto destes nas vivências humanas. A UICN leva a cabo milhares de projectos de campo por todo o mundo a fim de melhor gerir ambientes naturais. Ultimamente, a UICN ajuda a implementar leis, políticas e melhores práticas mobilizando organizações, providenciando recursos, formando pessoal e monitorizando resultados.
O Projecto de Restauração do Parque Nacional da Gorongosa, liderado pelo Ministério do Turismo de Moçambique e pela Fundação Carr,  levou a que esta se tornasse membro da UICN para poder trabalhar com outros grupos a fim de encontrar soluções pragmáticas para os desafios prementes de conservação e desenvolvimento. Os cientistas e o pessoal do Parque são agora parte de uma vasta rede de apoio à investigação científica.    
O objectivo do Congresso Mundial para a Conservação da UICN era partilhar, formular e encontrar ideias, acções e soluções para um mundo diversificado e sustentável. O Presidente da Fundação, Greg Carr e os membros do pessoal Bill Wright, Amy Gambrill e Carlos Bento tomaram parte nas sessões de discussão e palestras no Congresso para a Conservação, que decorreu de 5 a 14 de Outubro de 2008 em Barcelona, Espanha, e aceitaram formalmente a qualidade de membro da UICN. Carlos Bento apresentou, numa mesa redonda de discussão, informação acerca do trabalho da Gorongosa na protecção contra a caça furtiva da população antílope. Bill Wright tomou parte na votação de questões prementes sobre conservação e da direcção da UICN, realizada na reunião da Assembleia, enquanto parte do programa. Os representantes da Fundação fizeram parte do grupo de mais de 8.000 líderes decisores mundiais para a área do desenvolvimento sustentável, que se reuniram para debater, partilhar, interligar-se, aprender, comprometer-se, votar e decidir. O congresso permitiu que o Projecto Gorongosa criasse ligações importantes com um grande número de outros profissionais da conservação de outras partes do mundo.  
 

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Mais comentados

Últimos comentários