Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Gorongosa

MENU

Os trabalhadores do Parque Nacional da Gorongosa (PNG) que nunca frequentaram uma sala de aula e aqueles que por motivos vários, começaram, mas não puderam dar continuidade aos estudos, tem agora a oportunidade de realizar os seus sonhos através da alfabetização sob a alçada da Mediateca, vinculada ao Sector de Formação desta área de conservação. O projecto, além de disponibilizar espaço físico e professor, ainda oferece todo o material didáctico necessário inteiramente gratuito aos seus alunos dentro das disponibilidades da instituição.

 

Exemplo de divisão silábica

Exercitando divisao silabica.jpg
 

De acordo com o coordenador da área de formação, Domingos Muala, professor com cerca de dez anos de experiência na área, o objectivo do projecto é permitir aos operários, que não tiveram possibilidades de se enquadrar no sistema de ensino escolar na idade normal de formação ou que o não concluíram, aumentar os seus conhecimentos e desenvolver as suas potencialidades, em suprimento da sua carência. “Queremos eliminar o analfabetismo literal e contribuir para a efectiva igualdade de oportunidades educativas no seio dos trabalhadores que não frequentaram o sistema regular do ensino ou o abandonaram precocemente” – acrescentou Muala.

 

O coordenador da formação: Domingos Muala
DJMuala.jpg
 

 

Segundo a fonte, as aulas de alfabetização são oferecidas em três níveis, sendo que o aluno do estágio inicial permanece, em média, três meses, o do estágio intermediário, também três meses, e, o do estágio final, dois meses e meio. Mas isso pode variar de aluno para aluno, pois a metodologia empregada prevê um acompanhamento individualizado. “Todos os alunos fazem regularmente a prova, pois é a partir da aprovação na mesma que o aluno poderá passar de um nível para o outro.” – informou o professor.

 

O programa de alfabetização atende hoje 9 alunos de diferentes idades. São trabalhadores que por algum motivo não puderam frequentar a escola quando mais jovens e agora tem a oportunidade de aprenderem a ler e escrever o próprio nome. Em sala de aula os alunos aprendem português, inglês, matemática e também noções básicas de geografia e história. “Alguns dos nossos alunos entram aqui sem saber realmente nada e aos poucos conseguem ler e escrever as primeiras palavras” - contou Muala.

 

 

Aula de Português
Aula de Port 20.04.09 turma 1.jpg

 

As aulas de alfabetização acontecem três vezes por semana, com uma duração de hora e meia. Além de alfabetização e ensino das línguas portuguesa e inglesa, a Mediateca do Chitengo oferece cursos de informática na óptica de utilizador e dispõe de espaço para leitura, internet café e projecção de filmes.

 

Carlitos Sunza

Departamento de Comunicação/PNG

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários