Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Gorongosa

MENU

O Parque Nacional da Gorongosa (PNG), representado pelo seu Administrador Mateus Mutemba, assinou no dia 3 de Setembro na cidade de Maputo um acordo de parceria com o Standard Bank, representado pelo seu Administrador Delegado, Chuma Nwokocha. Este acordo de parceria foi assinado no âmbito do Clube Empresarial da Gorongosa, uma iniciativa que pretende encorajar e envolver a comunidade empresarial moçambicana, ou a operar em Moçambique no nobre esforço de restaurar um dos Parques mais emblemáticos em África e no mundo. O Clube Empresarial da Gorongosa foi criado em Novembro do ano 2014 e conta já com a adesão de 20 entidades.

 

MOU_8154 copy.JPGDa esq. para a dir.: Mateus Mutemba (PNG) e Chuma Nwokocha (Standard Bank)

 

No decorrer do acto o Administrador Mutemba comentou: "É com enorme prazer que registamos a adesão do Standard Bank ao Clube Empresarial da Gorongosa. Honra-nos esta parceria com o Standard Bank, um Banco com 121 anos de História em Moçambique, que escolheu deste modo associar-se ao esforço em curso com o envolvimento do nosso Governo e de parceiros nacionais e internacionais visando a restauração do Parque Nacional da Gorongosa, nosso Parque de Bandeira e um dos mais destacados patrimónios naturais do nosso país”. Salientou que “o Standard Bank faz a diferença ao juntar-se a este programa de gestão do santuário de fauna bravia, lugar que acomoda parte das Zebras existentes no Parque. O Standard Bank apoia de forma mais específica o programa de recuperação da população da Zebra no PNG, uma espécie carismática e importante sob os pontos de vista do turismo e papel no ecossistema do Parque que está ameaçada de extinção no PNG”.

 

Por parte do Standard Bank, o Administrador Delegado, Chuma Nwokocha, afirmou que “decidiu abraçar esta iniciativa, unindo os seus recursos aos do governo e demais instituições nacionais e estrangeiras, por reconhecer que o Parque é um dos mais valiosos patrimónios nacionais e que, mais do que ser rentável e retribuir aos accionistas, o banco deve ser socialmente responsável e contribuir para o bem-estar das comunidades onde está inserido.” Referiu, mais adiante, a razão de o Standard Bank ter privilegiado o Projecto de Gestão do Santuário de Fauna Bravia, e muito especificamente a restauração no PNG da população da Zebra da sub-espécie crawshayi.


IMG_0848 L.jpg

 “O Standard Bank tem em vista contribuir, entre outros aspectos, para a formação específica e apetrechamento avançado de fiscais afectos ao santuário, nomeadamente com equipamentos de comunicação e rastreio, bem como aquisição de materiais, equipamentos, meios de diagnóstico e medicamentos veterinários para tratamento e imobilização das zebras, de forma a garantir a sua continuidade, visto tratar-se de uma espécie rara só existente em Moçambique”.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários