Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Gorongosa

MENU

“O Parque Nacional de Gorongosa situa-se no grande Vale do Rift onde a nossa espécie humana evoluiu. Proteger a Gorongosa é cuidar do nosso próprio berço,” disse Greg Carr, Presidente do Projecto de Restauração da Gorongosa, na ocasião da abertura da época turística 2015, havida no dia 22 de Abril, no acampamento de Chitengo, Parque Nacional da Gorongosa.

 

O acto de abertura da época turística no PNG foi presidido pelo Director Provincial do Turismo de Sofala e contou com a participação da Directora Provincial para a Coordenação da Acção Ambiental, dos Administradores Distritais de Gorongosa, Nhamatanda, Maríngue, e Cheringoma, do Presidente do Conselho Municipal da Gorongosa acompanhados pelos respectivos Directores dos Serviços Distritais de Actividades Económicas, da Saúde, Mulher e Acção Social, da Educação, Juventude e Tecnologia e dos respectivos Comandantes Distritais da Polícia da República de Moçambique. Tomaram também parte no evento Juízes Presidentes e Procuradores Distritais, que se juntaram aos líderes comunitários das 16 comunidades que circundam o Parque (régulos, saphandas, fumos e membros dos comités de gestão dos recursos naturais), os gestores e trabalhadores do Parque bem como do Operador turístico Turvisa, responsável pela gestão do Girassol Gorongosa Lodge & Safaris. Foi também destacada a presença de alguns convidados, representantes de entidades nacionais e estrangeiras parceiras do Parque.

 

Foto_1.jpg

Parte dos presentes na abertura da época turística 2015 no Parque Nacional da Gorongosa

 

O programa do evento consistiu de uma deposição de flores nas campas de Traquino e João Chitengo, líderes tradicionais que estão associados à realização de cerimónias de evocação dos antepassados da família Chitengo e que são uma parte importante da vida do parque. Seguiu-se a realização de duas cerimónias tradicionais, uma conduzida pela família Nhanguo e outra pela família Chitengo, ambas tidas como guardiãs da vida espiritual daquela secção do Parque.


Foto_2.jpgMbhamba, uma cerimónia ancestral praticada na Gorongosa, serviu para pedir aos antepassados a bênção para as actividades da época de 2015

 

Seguiu-se a inauguração de um refeitório moderno, construído de raiz, para beneficiar aos trabalhadores do Parque.


Foto_3.jpg Imagem do refeitório dos trabalhadores, construído pela equipa de infra-estruturas do PNG

 

Deram-se então início aos discursos de alguns intervenientes com vista a declarar a abertura da época turística. Para Paulo Majacunene, Administrador do distrito da Gorongosa, o turismo que cresceu a ritmo acelerado até 2012 no Parque Nacional da Gorongosa galvanizou a economia da Gorongosa e de Moçambique. Porém, a instabilidade política em 2013 e 2014 fez retroceder as actividades turísticas no Parque assim como em unidades de hotelaria na região. A abertura da época turística de 2015 no Parque acontece num período em que o retorno à paz na Gorongosa já permite o reactivar das actividades que nos últimos dois anos foram difíceis de serem desenvolvidas. O Parque recebeu em 2014, um total de 1.147 visitantes e 1.244 hóspedes no ano de 2013 quando nos anos anteriores (2012 e 2011) a média de visitantes oscilava entre 6.500 e 7.000.

Falando dos progressos e desafios do Parque, o Administrador do Parque Nacional da Gorongosa, Mateus Mutemba, relembrou aos administradores dos distritos circunvizinhos, juízes, procuradores, comandantes distritais, régulos e aos membros das comunidades locais presentes na cerimónia a importância económica e social do Parque para os Distritos vizinhos. Disse também que a fauna e a flora do Parque são o principal produto para o turismo e que a protecção dos animais dentro do Parque só é possível com o envolvimento e cooperação de todos na aplicação das leis e regulamentos de conservação, bem como na mobilização das populações para aderirem às boas práticas de conservação da natureza.


Foto_4.jpgMateus Mutemba, Administrador do PNG, pedindo mais cooperação de todos para a preservação da biodiversidade e promoção do desenvolvimento humano na região da Gorongosa

 

 Para o Administrador Mutemba, os estabelecimentos populacionais, a abertura de machambas e prática de outras actividades de subsistência dentro dos limites do Parque da Gorongosa, incluindo a caça e pesca furtivas, representam um perigo para a sustentabilidade do Parque. Explicou em seguida que o grande investimento que o Parque tem feito na promoção do desenvolvimento humano na sua zona tampão visa encorajar as populações a manterem-se fora dos limites do Parque e a reconhecerem a importância de um PNG com habitats e ecossistemas saudáveis para o desenvolvimento delas próprias. “Preservar o Parque Nacional da Gorongosa, como um dos patrimónios do Estado e fonte de orgulho de Moçambique e de geração de riqueza, é responsabilidade de todos nós,” sublinhou Mutemba.

Dirigindo-se aos presentes durante o acto de declaração de abertura da época, Aníbal Nhampossa, Director Provincial do Turismo da Província de Sofala. Disse “O Parque Nacional da Gorongosa é o nosso orgulho e nosso cartão de visitas na província de Sofala. Abrimos hoje a época turística 2015 endereçando os nossos votos de muitos sucessos aos turistas, operadores turísticos e trabalhadores do Parque Nacional da Gorongosa.”


Foto_5.jpgAníbal Nhampossa, Director Provincial de Turismo, no momento do corte da fita que marcou a abertura oficial da época turística 2015

 

Em seguida foi proporcionado um safari inaugural às individualidades presentes, que puderam observar a espantosa diversidade das espécies faunísticas do PNG.

No regresso do safari tiveram lugar actividades culturais animadas pelo grupo cultural Chibango, da Vila da Gorongosa e um almoço foi servido a cerca de 200 pessoas no Chikalango, o restaurante principal daquela estância turística.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários