Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Gorongosa

MENU

PNG promove aulas de alfabetização na Escola de Vinho

Parque Nacional da Gorongosa 1 Dez 10

Um grupo de senhoras naturais e residentes na comunidade de Vinho, arredores do Parque Nacional da Gorongosa, já se beneficia de aulas de alfabetização promovidas pelo Parque e seus colaboradores.

 

Concebidas num regime informal mas já muito concorrido por senhoras locais, as aulas decorrem nas 5a feiras e Sábados a partir das 14 horas na Escola Primária Completa (EPC) de Vinho. Construída no âmbito do Projecto de Restauração da Gorongosa, a EPC de Vinho tornou-se no maior centro aglutinador de muitos eventos de carácter educativo para todas as idades naquela comunidade do distrito de Nhamatanda.

 

É na EPC de Vinho onde pela primeira vez se introduziram sessões ambientais para alunos e professores, abrindo assim um espaço onde os fiscais do parque interagem directamente com a comunidade escolar.

 

 

Alfabet_1.jpg
A escola é o ponto de encontro e interacção entre turistas ou visitantes do parque e a comunidade local

 

Na mesma escola, assiste-se o desenvolvimento de projectos como "Cada Aluno Uma Árvore", "Bibliotecas Móveis na Escola e na Comunidade", "Arte como Alternativa ao Desemprego" e "Agricultura de Conservação", entre outros micro projectos fazíveis localmente.

 

Acredita-se que com a alfabetização das senhoras ora encabeçada pela voluntária Inês Farnela Sande, esposa do senhor Leonel José Domingos, o director da escola, as beneficiárias possam activamente recuperar a literacia que a guerra e condições sócio-culturais as inibiram de conquistar enquanto meninas.

 

As aulas de alfabetização ora em curso enquadram-se no âmbito do programa de "Bibliotecas Móveis na Escola e na Comunidade" implementadas em três comunidades à volta do Parque, nomeadamente Vinho, no distrito de Nhamatanda e Mbulaua e Vunduzi no distrito da Gorongosa.


Alfabet_2.jpg
Aspecto de uma das sessões de alfabetização

 

Partindo de um grupo pequeno de apenas 15 senhoras, agora o grupo de alfabetizandas estima-se acima de 45, tendo a voluntária Inês a grande missão de facilitadora da aprendizagem.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários